Pesquisar

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Abstrair é preciso

Para que haja o entendimento global de um problema, devemos esquecer as especificidades. Ter uma visão macro é essêncial para um bom projeto. Logicamente o detalhamento também é importante, porém no momento certo senão pode atrapalhar o andamento.

Um problema clássico e do "analista-desenvolvedor", ele faz a analíse já pensando na linguagem, o que ocorre como o processo? Simplesmente trava.

Resolver grandes problemas requer todos os minímos detalhes, todavia para um inicio de solução é necessário ver bruscamente "como se estivesse num avião".

Imagine um programador solitário e um analista querendo entender, na sua totalidade, um S.O., como por exemplo um GNU/Linux. Com certeza iriam passar anos e mais anos e nada aconteceria.

2 comentários:

Phillip Calçado "Shoes" disse...

Me preocupa essa divisão entre análise e programação. Já foi tempo (algumas décadas, eu diria) em que modelos derivados da análise de sistemas precisavam ser traduzidos apra modelos executáveis, hoje em dia essa não é mais a verdade. Uma boa recomendação sobre o assunto é o trabalho de Eric Evans em Domain-Driven Design, dê uma checada ;)

Arquiteto De Software disse...

Obrigado pela dica, vou procurar o livro. Na verdade o que queria expressar não era a divisão e sim o Desenvolvedor que não tem uma cabeça aberta para o entendimento da fase da analíse.

;)